Governança e comunicação como alicerces da reputação

Artigo sobre governança corporativa da Paranapanema é destaque no site da Revista da Reputação; confira íntegra

 

(13/03/2017) Leia abaixo íntegra do artigo publicado pelo site da Revista da Reputação sobre os processos de governança corporativa da Paranapanema e sua relação com a manutenação da reputação. Clique aqui para acessar o texto no site da revista.

Governança e comunicação como alicerces da reputação

Listada pela revista Exame como uma das 100 maiores empresas do Brasil de 2016, única produtora de cobre do País e referência em tubos e conexões no mercado de construção civil com a marca Eluma, a Paranapanema alcançou, no ano passado, um novo patamar em governança corporativa, ao integrar o IGC100 (Índice de Governança Corporativa), promovido pela revista AméricaEconomia, em parceria com a consultoria Delta Economics & Finance, apostando em governança e comunicação como alicerces de reputação.

Em sua terceira edição, a lista busca apontar as melhores empresas do Brasil em governança dentro de sete dimensões: geral; disclosure e transparência; conselhos, comitês e diretoria; propriedade e controle; direitos dos acionistas; contabilidade e auditoria; e gestão de risco. Um questionário construído especificamente sobre o tema avaliou as maiores empresas em volumes de negociação na BM&FBovespa por meio das informações disponibilizadas em seus websites, enviadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), como Formulário de Referência, e também nos relatórios de sustentabilidade.

A Paranapanema ficou na 14ª posição do IGC100 de 2016, como resultado de contínuos esforços em manter um processo robusto de relacionamento com sócios, conselho de administração, órgãos de fiscalização e controle, e demais stakeholders da companhia. Vista nestes termos, governança é diálogo. Diálogo é comunicação. E comunicação bem-feita, calcada na realidade e feita com coerência, é a semente para uma boa reputação.

Nossa empresa nasceu em 1961, concentrando suas operações em construção civil pesada, e diversificando suas atividades a partir de 1965, com o ingresso na área de mineração. O incremento na atuação no setor de mineração se acentuou após a abertura de capital e listagem na Bovespa em 1971, com investimentos em pesquisa e desenvolvimento de técnicas de mineração.

Em 2007, a empresa aderiu ao Nível 1 de Governança Corporativa da bolsa e ingressou no IGC (Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada). Cinco anos depois, em 2012, a companhia deu um novo salto em transparência, passando a ser listada no Novo Mercado, o mais alto índice de Governança Corporativa da BM&FBovespa.

Hoje, com três plantas e três centros de distribuição no Brasil, a Paranapanema produz e comercializa cobre eletrolítico superpuro e seus produtos, tanto dentro quanto fora do País – a companhia possui duas marcas registradas na LME (London Metal Exchange) como grau A, requisito decisivo para competir no mercado internacional.

O modelo de governança adotado pela empresa tem a ética como principal balizadora dos processos de tomada de decisão. Todas as iniciativas são realizadas com base em documentos referenciais, como o Código de Ética e o Estatuto Social, sempre respeitando diretrizes como responsabilidade, prestação de contas, transparência, equidade e decisões colegiadas orientadas para o consenso entre as partes envolvidas. 

Com controle acionário bastante pulverizado e sem controladores (nenhum acionista tem mais de 24% do capital social), além dos investidores qualificados, mais de oito mil pessoas físicas investem na Paranapanema. Esta base acionária exige um atendimento exclusivo e dedicado, realizado pela área de Relações com Investidores. O setor é responsável pela interação com acionistas, investidores, analistas, reguladores e demais entes do mercado de capitais. Os resultados financeiros são divulgados em padrão IFRS (International Finance Reporting Standard) desde 2010, com teleconferências trimestrais.

A jornada por mais governança

Ao longo dos últimos anos, a companhia adotou uma série de medidas para fortalecer ainda mais seu modelo de governança, como a revisão de seu Código de Ética e o lançamento, em 2014, da Linha Ética, canal de comunicação direto e confidencial, aberto a todos os stakeholders da companhia, pelo qual é possível reportar qualquer tipo de atividade ou comportamento que não esteja de acordo com o Código de Ética da Paranapanema.

A Linha Ética é atualmente coordenada pela consultoria Deloitte, garantindo total independência e imparcialidade no recebimento e tratamento de denúncias. Internamente, os reportes são conduzidos pela área de Auditoria Interna, ligada diretamente ao Conselho de Administração da companhia, e responsável por cumprir um cronograma anual de monitoramento das políticas da empresa e demais itens de compliance.

Toda esta estrutura de governança vem sustentando a forte revisão dos processos comerciais, industriais, financeiros e administrativos da Paranapanema iniciada há três anos, buscando conferir maior eficiência operacional, confiabilidade, sustentabilidade aos negócios e previsibilidade de resultados e de capital empregado.

Ao mesmo tempo, demos início à implementação de uma nova estratégia de comunicação, aprimorando o diálogo com os diversos públicos da Paranapanema, como colaboradores, clientes, fornecedores, imprensa, governo e sociedade. Acreditamos que, somente com uma comunicação alinhada e integrada, feita com transparência e responsabilidade, conseguiremos traduzir e transmitir os esforços empenhados nos últimos anos para a construção de uma empresa ainda mais forte, mesmo dentro de um contexto político e econômico extremamente desafiador como o atual.

Um exemplo desta nova fase na comunicação são nossos dois websites, institucional (www.paranapanema.com.br) e de relações com investidores (ri.paranapanema.com.br), que formam um verdadeiro banco de dados sobre a Paranapanema, seus produtos e processos. Dezenas de páginas, notícias e documentos que traçam uma radiografia da companhia, garantido um processo fluído, contínuo e democrático de acesso à informação e relacionamento com a empresa.

Também em 2016, realizamos uma grande campanha interna para reforçar a importância e disponibilidade da Linha Ética. A Pesquisa de Clima, realizada no início do ano passado, identificou que parte dos colaboradores não lembrava do canal. Além de um concurso de frases que estimulou todos a pensarem sobre ética no dia-a- dia, folhetos com os meios de contato da Linha Ética foram distribuídos, além de adesivos afixados nos jornais murais e grandes painéis nas portas dos restaurantes e RH, dando ampla visibilidade à ferramenta. Para 2017, uma nova campanha de engajamento está programada, além de notícias periódicas em nossa newsletter, reforçando a disponibilidade e a importância do canal para o público interno.

Acreditamos que, sem um grupo de empregados alinhado e bem informado sobre os processos de governança da empresa, bem como seu contexto, desafios e objetivos, nenhum resultado poderá ser alcançado. Desta forma, governança corporativa e comunicação se misturam, tornando-se alicerce para a manutenção, dia após dia, de uma reputação positiva. O resultado concreto dos esforços de mais de 2 mil pessoas que produzem, com talento e por meio de processos e atitudes de excelência, o melhor cobre do Brasil.

2014 © PARANAPANEMA . Todos os direitos reservados